local_phone (31) 2942-1819
mail contato@faveniconsultoria.com.br

Gerenciamento da qualidade em projetos

Você sabe o que significa qualidade em um projeto? Durante minha carreira profissional na área de projetos, pude perceber que esse é um termo muito confundido.

Você consegue me responder a seguinte pergunta: a figura ao lado tem qualidade?

Antes de responder, vou contar uma história...

Certa vez, um professor do curso de arquitetura passou um trabalho para seus alunos desenvolverem ao longo do semestre. O trabalho consistia em projetar uma residência com, aproximadamente, 200 m². A lista de requisitos foi apresentada no momento em que o trabalho foi discutido. Durante a entrega dos trabalhos, no final do semestre, um dos alunos havia desenvolvido um trabalho com a apresentação impecável; com maquete eletrônica 3D e imagens renderizadas de cada cômodo do projeto. Para surpresa, a nota do aluno foi abaixo da média. Sem entender nada, o aluno foi ao professor e o questionou:

- Aluno: professor, por que minha nota foi tão ruim?

- Professor: Olhe a lista de requisitos e, novamente, me refaça a pergunta.

- Aluno: Mas, professor. Meu trabalho está tão bonito. Tão bem apresentado, não entendo o porquê desta nota ruim.

- Professor: Olhe novamente a lista de requisitos. Você atendeu todos eles?

- Aluno: Não atendi todos os requisitos, professor. Alguns achei irrelevantes.

- Professor: Por este motivo sua nota foi baixa. Não cabe a você definir se um requisito é relevante ou não, mas, sim, a parte interessada que o solicitou. Se o requisito foi solicitado é porque ele é importante. Seu papel é atende-lo! Percebendo a irrelevância de um requisito, deveria ter sido avaliada o impacto da retirada desse e, em seguida, comunicar a parte interessada que o solicitou. A qualidade do seu projeto não está ligada a beleza da apresentação, mas, sim, a sua funcionalidade. Você perdeu tempo demais fazendo o que não foi pedido e deixou de focar naquilo que realmente interessava. Isso, em uma situação real, em que haja um contrato e dinheiro envolvidos, você correria o risco de ter seu projeto reprovado e ter sua reputação questionada.

Moral da história:

Beleza não quer dizer que um projeto tenha qualidade. Essa é a confusão que os profissionais das áreas de gestão e de projetos cometem: Achar que beleza e qualidade são as mesmas coisas. O que determina se um projeto atingiu ou não os padrões de qualidade é o atendimento aos requisitos.

Respondendo às perguntas...

Agora você consegue responder: O desenho apresentado tem qualidade? A resposta correta seria: DEPENDE!

Se a ideia é apresentar uma garota de vestido, segurando uma flor e com uma expressão tímida, o desenho tem qualidade.

Se a ideia for apresentar os mesmos requisitos citados, porém, a garota deve usar um vestido azul, o desenho não tem qualidade.

Os requisitos são levantados em alto nível na iniciação do projeto e acrescidos durante a fase de planejamento. Nesta atividade, a participação das partes interessadas é fundamental, pois elas determinam o que o projeto precisa ter para que esse possa atende-las. Durante o planejamento, você define o que é qualidade; como mensurar e medir a qualidade; quais a variações são permitidas, dentre outras métricas. Durante a execução do projeto, é feito o acompanhamento e a verificação se o projeto está dentro do que foi planejado.

A qualidade é importante em qualquer projeto, pois ela o torna funcional. Não caia nessa armadilha de que a beleza é a solução dos problemas. Não deixe de atender requisitos em seus projetos e, também, não faça “a mais” do que foi solicitado. Estamos em um momento que recursos financeiros e tempo estão cada vez mais escassos e ser objetivo é a chave do sucesso em qualquer projeto.

Gostou do artigo? Compartilhe em sua rede.

Ficou com dúvidas? Pergunte na caixa de comentários e vamos aprender juntos!

Conheça o Autor:
Adriano Ferreira Batista
Postagens mais recentes